segunda-feira, 10 de julho de 2017

O que faço com meu peso depois do aborto?



Quando descobri que estava gravida já estava acima
do meu pesoideal, tinha começado um acompanhamento
com uma nutricionista pra ver se perdia uns Kg
que estavam me incomodando.
Quando descobri o aborto já tinham passado 12 semanas
de gestação, e tinha ganho 4kg. Nesse período parei com 
praticamente todos os exercícios, por medo que alguma
coisa de ruim pudesse acontecer, e acabou não adiantando.

Percebi que estava engordando, mas o plano era me
cuidar, e  perder o peso depois que o bebe nascesse,
com a amamentação e tals, mas como parei no meio do 
caminho agora faço o que com esse peso
sobrando no meu corpo?

O médico me pediu 15 dias antes de começar fazer 
algum esforço físico. Sábado voltei a dançar,
estou vindo trabalhar a pé, agora tenho o roller, a bike
pra voltar, e também yoga e uma corda pra pular.

Preciso organizar minha rotina que foi pro espaço,
cuidar minha alimentação, beber muuuuuuita água, fazer
todo exercício que puder, dormir só o necessário,
e voltar a ler, isso porque me faz muita falta.
Vamos ver como vou me sair....

bjo grande

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Sonho de criança


O gostinho


de realizar um sonho de infância


não tem preço



Faltou a foto do sorrisão no meu rosto,
vou esperar pra ver quantos tombos vou cair,
mas ainda assim acho que vou me divertir muito.

bjo grande

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Aborto espontâneo



Das coisas que nunca vou entender, não queria 
de jeito nenhum passar por isso.
Um dia antes do meu aniversario tinha uma ultrassom
marcada, o que me deixava muito feliz,
mas quando vi a cara da medica já sabia que 
não era bom. A gravidez continuava no meu útero
mas não tinha mais presença do feto.
Não tive dor, cólica ou sangramento que me desse pista
que isso tinha acontecido. Teve um dia que 
apareceu um ponto de sangue no papel
quando fui no banheiro, mas depois de avaliar
o medico disse que podia ficar mais tranquila
do que preocupada, afinal era o que tudo indicava.
Mas muito provável que já era o aborto.
É uma perda que dói de um jeito que não tem como 
explicar, chorei muito, me desesperei, não quis
acreditar, passei por muitas fases, e se não fosse
meu namorado não sei se estaria de pé hoje.
Precisei fazer corretagem, e acho que o tempo que
passei no pré parto induzindo a dilatação do útero
pra poder fazer o procedimento acabou me ajudando. 
As mãezinhas que chegavam pra ter o bebê ficavam
numa sala ao lado, e eu acabava ouvindo com elas
o coraçãozinho dos bebês, o primeiro me fez chorar,
mas depois foi como se fosse me curando.

Meu sonho sempre foi ser mãe, ainda quero
engravidar e ter meus bebês, mas hoje não teria coragem,
ainda tenho muito medo que isso aconteça de novo.
Que bom que o corpo precisa se recuperar, e 
que esse seja o tempo que eu preciso.

bjo grande